25 de nov de 2009

BODAS DE OURO 2






ONTEM RELATEI AS BODAS DE UM CASAL. HOJE QUERO COMENTAR SOBRE O PESSOAL DA COMUNIDADE, QUE APESAR DE MUITO SIMPLES FIZERAM QUESTÃO DE RECEBER BEM O NOSSO GRUPO. É UM LUGAR ONDE MUITO DE NÓS TORCERIA O NARIZ E NUNCA PASSARIA PERTO OU DIRIGIRIA UMA PALAVRA A ESSAS PESSOAS. ALGUNS QUE ESTAVAM CONOSCO NUNCA TINHAM ESTADO NAQUELA COMUNIDADE E FICARAM COMO QUE HORRORIZADOS COM A POBREZA DO LUGAR. MAS DEPOIS, PASSADO O PRIMEIRO IMPACTO E PELA MANEIRA QUE FORAM RECEBIDOS ESQUECERAM DA FEIURA DO LOCAL. O CASAL QUE NOS ABRIGOU, SAIU DA SUA ROTINA DIÁRIA PARA NOS RECEBER COM TANTO CARINHO E ATENÇÃO. O FILHO SEM CONTESTAR, FEZ QUESTÃO DE NOS CEDER O QUARTO.  ELES PODERIAM FICAR PREOCUPADOS, POIS NÃO CONHECIAM A GENTE. QUEM HOJE EM DIA COLOCARIA DUAS PESSOAS ESTRANHAS DENTRO DA SUA CASA, MESMO QUE A PEDIDO DE UMA PESSOA CONHECIDA? PESSOAS SIMPLES TRATAM VOCÊ MUITO BEM, NÃO MEDINDO ESFORÇOS PARA TE DEIXAR A VONTADE.
A ALEGRIA DELES AO NOS RECEBER FOI CONTAGIANTE, COMPARTILHANDO CONOSCO A SUA HISTÓRIA DE VIDA E SACRIFÍCIOS PARA QUE OS FILHOS ESTUDASSEM, FORMASSEM E CASASSEM TUDO DENTRO DOS CONFORMES, COMO NOS DISSERAM, SEU FRANCISCO E D. MARIA LUIZA. CONTARAM COMO CONTRUÍRAM A CASA DELES, CADA PEÇA TINHA UMA HISTÓRIA E QUE HOJE COM ALEGRIA ELES CONTAM. VALORIZANDO CADA ETAPA DE SUAS VIDAS COMO BENÇÃOS, MESMO AQUELAS COM MAIORES DIFICULDADES. AO NOS DESPEDIRMOS DELES, AGRADECENDO A ESTADIA E O CARINHO COMO NOS RECEBERAM ELES FIZERAM QUESTÃO DE COLOCAR A SUA CASA E TELEFONE A NOSSA DISPOSIÇÃO, PARA QUANDO VOLTÁSSEMOS A SÃO PAULO E PARA NÃO PERDERMOS O CONTATO. OUVIMOS DOS AMIGOS RELATOS PARECIDOS, DE COMO FORAM BEM RECEBIDOS E QUE ATÉ ALGUNS OS ADOTARAM COMO FILHOS. É POR ISTO QUE EU AINDA ACREDITO NOS SERES HUMANOS, AINDA ENCONTRAMOS PESSOAS QUE MESMO COM A CORRERIA E DIFICULDADES DA VIDA FAZEM QUESTÃO DE RECEBER E AJUDAR AOS OUTROS SEJA DE QUE MANEIRA FOR. PESSOAS SIMPLES, MAS COM O CORAÇÃO ENORME.
BJOS
ROSANA