26 de fev de 2011

COMO DIRIA O MINEIRIM...

"EITA TRÊM BÃO SÔ!"

Mas quem diz que se consegue pegar esse trem? Os trens bons passam muito rápido, nem sendo o tal personagem The Flash, se consegue... Já os outros trens... aqueles velhos, encarquilhados, enferrujados e sujos passam toda a hora e bem devagar. Dá vontade de ir à pé!
Assim, é a vida: as coisas boas passam rápido, e nem sempre percebemos que foram boas, já as ruins ficam na memória até a morte. Como é difícil viver, aliás, nem tanto assim, o que complica são as pessoas, incluindo quem vos escreve agora...
É muito difícil a convivência com outros seres, sejam quais forem, porque qualquer gotinha vira uma tempestade. Você não pode ter gênio forte, porque acaba perdendo a razão, mas também, não pode ser uma 'maria-mole', porque acabam pisando em cima. Resta o quê então? Hum... prender a cabeça nos trilhos do trem 'bão'? Não vai ser agradável, mas pelo menos será rápido!
Tudo bem, todas as pessoas são complicadas, algumas mais outras menos, mas perfeitas ainda não se viu. Pode-se se pensar em Gandhi, Buda, Cristo... Mas e HOJE? HOJE???? Quem se habilita? Qual o seu padrão de perfeição? Pense em alguém que você conheça que não tenha problemas, de nenhuma ordem e que tenha um sorriso eterno estampado no rosto... Achou??? Duvido! Mas se achou... me apresenta? Deve ser tão raro, quanto o mais raro dos animais raros existentes em qualquer zoológico do mundo.
Está cada dia mais complicado conviver com as pessoas, talvez por isso as redes sociais façam tanto sucesso: não se vê ninguém e se não gostar extirpa (deleta)... Simples! Já pensaram se pudéssemos fazer isso na vida real? No meu caso, ia ficar eu e eu... que triste constatação! Já é difícil me aguentar, imagina os outros? Que beco sem saída, onde precisamos sempre ser condescendentes, ou fingirmos ser, para evitarmos discussões ocas ou termos sempre a aparência de rocha, que aguenta qualquer baque. Mesmo as rochas se deterioram com as chuvas, os ventos e o tempo ruim. Mesmo elas, um dia desmoronam... e quando esse dia chega, provoca espanto pois as pessoas ao redor ficam boquiabertas ao verem que as aparências enganam. As reações podem ir desde um "eu não esperava isso..." até um "... onde foi que eu errei?" Agora vamos a uma perguntinha capciosa: "Você realmente prestou atenção nos sinais enviados pelo outro?" Ou simplesmente, foi escondendo a 'sujeira' prá debaixo do tapete? Como dizem por aí, depois da porteira aberta fica difícil consertar... Enquanto isso, mais e mais consultórios de terapia arrebanham pacientes, mais livros de auto-ajuda se amontoam na lista dos mais vendidos e palestras e mais palestras são oferecidas com o intuito de ajudar as pessoas a se acharem... Com perdão da má palavra, mas que se FODAM! Quero ficar perdida mesmo! De que adianta se 'achar' se o resto permanece no escuro? Como se lucidez fosse um prêmio de consolação diante de um mar de gente surtada! Será que se eu sair correndo AGORA eu pego o trem 'bão'?  Vou tentar... a gente se vê amanhã! (RE)

DEPOIS DISSO...
APROVEITE O SÁBADO E

BEBA TODAAAAAS!
BEIJOS SURTADOS REGINA