25 de ago de 2010

FALA DATENA!!!


(imagem)

Mais uma tarde esperando que termine a mudança...já se vão oito meses nessa brincadeira! Depois da saída de mais um grupo de montadores, sento e ligo a televisão....Em mais um belo exercício de dedão, resolvo fazer algo que nunca faço: Assistir O BRASIL URGENTE, apresentado pelo Sr. Datena.... PROGRAMÃO!
Logo de início vejo uma perseguição da policia... Os meliantes sortudos toparam com a mesma, logo após roubarem e seqüestrarem um desses carrões da vida....
Com um repórter dentro do carro policial podemos ver tudo o que aconteceu...
Emocionante...  ninguém morreu e um dos bandidos pediu para falar com a ‘mamãe’!!!  E, pior dos piores momentos: EU CONTINUEI VENDO A PORRA DO PROGRAMA!!! Porquê?
Porque o Sr. DATENA fez a seguinte pergunta: “Como entra tanta arma e drogas no nosso País?” Puxa Sr. Datena, o senhor não sabe ainda? Ele mesmo respondeu: “Por maior que seja a boa vontade da nossa policia e exército, um País com as dimensões continentais como o nosso...fica difícil...”
O dito cujo ainda desata de falar da necessidade de melhoria nas nossas corporações de segurança, no nosso sistema penal, de chamar nossas leis “de uma grande porcaria” e que nossos policiais tem um “salário porcaria”..... ainda, pediu a melhor das melhores coisas: “Saiba votar cidadão!” “Faça com esses políticos porcaria trabalhem um pouco!” “Vê se você acha alguém decente, dentro dessa palhaçada do horário político, aperta o botão e tira do ar essa maioria de falastrões que não fizeram nada pelo Brasil nos últimos anos....”

Depois de uma sequência de reportagens  sobre o clima de guerra no Rio de Janeiro, depois que bandidos que queriam ir de uma favela para outra, trocaram tiros e depois trocaram mais tiros com a policia e foram se esconder em um hotel de luxo em São Conrado.....e por aí afora.....Descrever todo o programa é narrar um rol de assaltos, tiroteios, uso de fuzis, assassinatos por motivos torpes, estupros, roubo seguido de morte, seqüestro....mudando apenas a posição geográfica!
“Quem que está me assistindo agora, não foi vitima de algum crime bárbaro? Ou de algum crime?” “São poucos, muito poucos...”

O mais lamentável é verificar que a maioria dos cidadãos deve ter sacudido a cabeça e feito um gesto afirmativo de quem já foi vitima....eu sacudi a minha....pois nosso país é um lugar violento, nossas leis contra a criminalidade são de uma antiguidade típica de serem vistas em um museu, não aplicadas no mundo real. Nosso maior problema não se encontra mais em quem está sofrendo a violência; a criminalidade assumiu todas as faces: está no morro, nas favelas,  está nos condomínios de luxo, nas mãos dos meninos de ouro da classe alta, está nas roupas dos pobres e nos ternos Armani....
Bandidos são bandidos, mas também são o José, o Paulo, o João, a Maria e outros tantos que não tiveram educação e que tiveram educação; são aqueles que não querem trabalhar, mais fácil é roubar, ninguém é acusado de nada e, se for é porque não teve dinheiro para pagar um advogado de ‘grife’....

Dizer que falta educação, falta pulso firme, faltam leis decentes, faltam políticos que mereçam ser eleitos é apenas uma das muitas redundâncias das coisas que sabemos que devem ser feitas e, quase sempre, não sabemos como fazer.
Votar decentemente pode ser uma saída, desde que houvesse alguém decente para ser votado.... Levar educação com qualidade e salários dignos para todos os profissionais de áreas estratégicas e básicas de nossa sociedade: professores, policiais, enfermeiros, lixeiros, agentes sanitários, e outros tantos mais que você possa pensar....tudo isso pode ajudar....
Mas o que deve mudar é essa cultura da esperteza, que reina na sociedade brasileira faz anos e anos: a de levar vantagem em tudo, ou a famosa Lei de Gerson.
Essa nossa maldita cultura da maladragem, de cometer ‘pequenas’ infrações, de formar pequenos grupos de bandidos-mirins, futuros projetos de marginais....isso tudo vem acabando com nossa sociedade que acreditou quando lhe disseram que o povo brasileiro era o perfeito “homem cordial” e não entenderam a ironia de quem escreveu isso....Outra velha mania brasileira: dizer e comentar sobre algo que verdadeiramente nunca compreendeu!
Brasil quem não te conhece, que tem compre!
....O Sr. Datena continua aos berros na televisão pedindo que o povo saiba votar enquanto vai passando na tela uma linha com os dizeres dos telespectadores que estão assistindo, a maioria pedindo leis que crie a pena de morte....Não quero estar viva quando os brasileiros deixarem de ser o “povo cordial”...