4 de out de 2012

O UNIVERSO INTERIOR

IMAGEM

O mundo mais desconhecido é o nosso universo interior. Visitamos, fotografamos, viajamos nele, e nos hospedamos temporariamente. Nos maravilhamos, e partimos.
Nas viagens que fazemos para dentro de nós, visitamos os lugares bonitos e não reconhecemos os feios. Dos feios queremos passar com certa distância. Não nos encantam!
Há tanto para conhecermos que se pudéssemos tirar umas férias mais prolongadas, talvez, visitássemos os cantinhos, os becos, e outros lugares menos convidativos, mas infelizmente não é possível, pois sempre temos prazo para tudo.
Tudo é marcado com tempo.
São nove meses de espera para um nascimento. São seis meses, recomendados para uma amamentação necessária. Horário para começarmos a trabalhar. Horário para as refeições… São marcados tempo, para tudo em nossas vidas.
Se prestarmos atenção, verificaremos que tudo tem hora e prazo.
Porque seria diferente, no reconhecimento de nós? Com tanto tempo que nos é cobrado, pouco nos sobra para esses reconhecimentos. Considerando que precisamos de tempo também para reconhecermos as pessoas que se envolvem em nossas vidas. Que por sinal as notamos mais que nós próprios.
Sinto como se fossemos espiões. Espiões do mundo e das pessoas. Estamos sempre tão atentos à tudo e ao mesmo tempo de nada sabemos.
Nosso universo interior, é tão pouco buscado, talvez não somente pela falta de tempo, mas por receio também, de lidarmos e lutarmos contra o nosso inimigo invencível.
Algumas respostas que buscamos dentro de nós, são confusas porque precisaríamos de respostas externas, que por serem incertas, nos deixam ainda mais confusos, quanto ao que precisamos saber de nós.
E vamos vivendo sem muita clareza do conhecimento que gostaríamos de ter de nos mesmos.
Quanto mais convivo comigo, menos me conheço.
(Autor desconhecido)


AGRADECENDO NOSSA AMIGA ISADORA
PELO ENVIO DO MATERIAL!
BUENAS, PARA UMA QUINTA ESTAMOS DE BOM TAMANHO, NÃO?!?!
BEIJOKAS SURTADAS,