20 de dez de 2014

Planície do Esquecimento e o rio da Despreocupação

"Junto com seu respectivo gênio tutelar, cada alma (que já não podia retroceder) passou diante do trono da Necessidade e se dirigiu à planície do Esquecimento, onde não havia árvores nem nada do que a terra produz, e onde o calor era atroz. Ao entardecer foram até o rio da Despreocupação, cuja água nenhum recipiente consegue reter. Aí, os que beberam demais, perderam a memória. À meia-noite, todas as almas dormiam. A terra rugiu e moveu-se, e as almas foram lançadas no espaço como estrelas diferentes do seu nascimento anterior."

Platão, A República

Do "Livro dos Sonhos" – Jorge Luis Borges

IMAGEM


POIS É...VALEU ANJO!
SAIBAMOS VIVER!
BEIJOKAS SURTADAS E BOM FINAL DE SEMANA!
REGINA