8 de jun de 2010


SEMANA 
“FRASES QUE NÃO QUERO OUVIR....”

‘- TÁ RECLAMANDO DE BARRIGA CHEIA!!!’

Fico indignada quando ouço ou me dizem isso, porque quem fala intimida ou tem algum tipo de poder por sobre a outra ou  - muito pior – usa a frase para se fazer de pobre coitada(o).
Primeiramente, se você reclama demais, com certeza pode ser considerada uma pessoa chata, mas se suas reclamações tem TODAS uma razão de ser porque não se pode reclamar?
Parece crime nesse país, na sua cidade, no seu bairro ou no seu condomínio reclamar; como se fosse uma falsa indignação de quem não tem nada para fazer, ou seja, quem reclama além de chato, pode ser considerado um ‘desocupado’!!!
Outra possibilidade, diz respeito ao poder de quem fala isso, se for alguém prepotente, que sustenta uma ‘porrada’ de gente é uma forma de fazer os outros ficarem quietos; o poder econômico ainda é, em nossa sociedade dita paternalista e hipócrita, um jogo de quem tem a palavra final. 'Se eu te sustento...', 'Se você vive sob o meu teto, vai fazer o que eu quero....'
Esse é o pensamento de quem gosta de usar essa frase volta e meia e não percebe que um outro tipo de postura, ou até outra frase, teriam um efeito melhor e menos antipático.
Sinceramente, acho que para quem gosta de mandar...parecer simpático ou agradável não está em sua lista de prioridades; depois mais tarde, quando essas pessoas são ignoradas pelos filhos ou parentes mais queridos, permanecendo apenas os ‘urubus’ e ‘sanguessugas’ ávidos por dinheiro, ficam reclamando da vida, que os outros são mal agradecidos, que dinheiro não traz felicidade.....Acudam-me todos os deuses, porque nem vale a pena comentar! Muitas vezes, quem fala isso, não são pessoas más, mas apenas seres que perderam o discernimento em algum lugar do caminho....
Agora, a pior das piores possibilidades está naquela pessoa que fala isso porque vive de ‘barriga vazia’; essas pessoas usam desse artifício para disfarçarem a inveja que sentem daquilo que os outros porventura possuem e não valorizam....
Convém lembrar que se você possui algo e não valoriza, não importa a forma como esse ‘algo’ foi adquirido, é problema seu e de mais ninguém; quando perder... quem sabe aprenda a lição . Mesmo que não aprenda nada, mesmo assim, não é problema dos outros....Então, porque teimam em usar essa frase?
Usamos para controlar, para chatear, para intimidar, para fazer com que o outro sinta culpa e vergonha....Imagino que quem ouve essas coisas – sem necessidade de ouvi-las - se sinta muito mal, mas passa, sempre passa; para quem as diz o problema é muito maior, porque não percebem o quanto são pequenas de pensamento e imaturas na relação com seu próximo.




É isso.....abraços apertadinhos da Rê