9 de jun de 2010





SEMANA 
“FRASES QUE NÃO QUERO OUVIR....”

‘CADÊ A MERDA DO RESPEITO?’


Bom, para começo de conversa se você colocou na frase uma palavra de baixo calão para exigir respeito, é porque você não entende porra nenhuma do que seja respeito!
Existem algumas almas muito afortunadas que nascem com o sentimento de respeito, é intrínseco à sua personalidade; essas pessoas por já perceberem a importância do respeito no convívio com os outros, dificilmente perdem a razão ou a compostura no traquejo com os seus semelhantes.
O problema todo é que a maioria das pessoas não nascem assim!!!
É necessário que aprendam...e ensinar a ter respeito é a pior das lições a ser preparada porque quem tem que aprender não está nem um pouco entusiasmado....
Em uma família, o mínimo de pessoas são duas: marido e mulher, casal, cônjuges, o termo usado pouco interessa e a situação civil menos ainda, pois bem, se nesse mínimo, um dos lados tiver um parco conhecimento de respeito fica complicado ensinar algo aos rebentos futuros, e mais complicado ainda exigir respeito depois que crescem! Alguns, inclusive, acham que agressões verbais e/ou físicas são uma ótima forma de ensinar respeito...Frases do gênero: ‘Essa coisa não presta prá nada...’ ou ‘Nada que umas boas palmadas não resolva...’ não ensinam a respeitar, muito pelo contrário, provocam mágoas profundas em crianças pequenas, que viram raiva em adolescentes, que se transformam em adultos estúpidos no futuro.
Você não senta uma criança ou um adulto e explica verbalmente como é respeito, é impossível...você ensina através de atos e atitudes, que precisam ser reforçadas constantemente, diariamente, se possível, para que esse sentimento entre de tal forma no inconsciente desse ser, a tal ponto que o mesmo se sinta mal se faltar o respeito à outrem ou a algo. É quase uma lavagem cerebral, mas com a justificativa de ser positiva!
Porém, se dentro de um contexto, a criança/adolescente/adulto percebe que dentro da sua família ou de seu convívio, alguém falta ao respeito ou deixa que faltem ao respeito dentro de seu próprio lar, como exigir algo como a ‘merda do respeito’ depois?
Não sei responder a isso...
Nasci com dois sentimentos que nunca me foram ensinados: justiça e respeito, portanto, tenho sérios problemas em ensiná-los ou, ao menos, demonstrar em atos ou passar adiante a importância deles...Porque sempre respeitei meu próximo, mas deixei que algumas vezes meu próximo me desrespeitasse, o que reconheço não é um bom exemplo, mas o fiz por acomodação ou por falta de interesse em rebater.
A postura do ‘não to nem aí’ cobra um preço muito caro mais adiante, mas nada que a perseverança ou a esperança de conseguir mudar não resolvam!!!!


É isso.....abraços apertadinhos da Rê