8 de nov de 2010

QUE INJUSTIÇA!




HÁ UMA COISA QUE HOJE FAZ PARTE BASTANTE IMPORTANTE DO NOSSO COTIDIANO: A PROPAGANDA, OU PUBLICIDADE. COMO SABERÍAMOS QUE MARGARINA COMPRAR, QUE DESINFETANTE USAR EM NOSSA CASA, QUE TINTURA MELHOR ASSENTARIA EM NOSSO CABELO, QUE TELEVISOR NOS DARIA MELHOR IMAGEM, QUE SOM FARIA A FELICIDADE DE UM JOVENZINHO, SE NÃO FOSSE A AMÁVEL COOPERAÇÃO DA PROPAGANDA?
POR QUE FICARÍAMOS TODOS, HORAS E HORAS, DIANTE DE UM TELEVISOR, JUNTANDO OS RETALINHOS DAS NOVELAS E DOS FILMES, SE NÃO FOSSE PELO ENCANTAMENTO DAS INTERRUPÇÕES EM QUE OS ANUNCIANTES, QUE MUITO POUCO CHEGAM A CONFIAR EM NOSSA MEMÓRIA, VÊEM DIZER-NOS, UMA VEZ, DEZ, CEM VEZES A MESMA COISA, ATÉ QUE NOS IMPREGNEMOS DELA E SAIAMOS POR AÍ CANTANDO JIINGLES E DISPOSTOS A COMPRAR TUDO, TUDINHO QUE ELES TENTAM VENDER?
PENSANDO BEM, O MELHOR É NÃO COMPRAR NADA DO QUE ANUCIAM. ASSIM, SERÃO OBRIGADOS A CONTINUAR ANUNCIANDO, E NÓS NÃO SEREMOS PRIVADOS DAQUELA COISA ADORÁVEL E REPOUSANTE, QUE É A ABENÇOADA PROPAGANDA PELA TELEVISÃO.
SÓ UM REPARO TEMOS A FAZER. OS ANUNCIANTES SÃO CONTRA O CASAMENTO, O QUE É IMORAL, OU ERA, ATÉ ANTEONTEM. PRESTEM ATENÇÃO. QUANDO SE TRATA DE COISAS ROMÂNTICAS, COMO PERFUMES, CARROS BELÍSSIMOS, JÓIAS ESTUPENDAS, BEBIDAS DE ALTO ESTILO, LÁ SURGEM OS JOVENZINHOS EM PLENO PERÍODO DE NAMORO, NOIVADO, OU COISA QUE SE PAREÇA. SÃO ELES OS FOCALIZADOS, A ELES PROMETEM TODAS AS VANTAGENS DE UMA VIDA COR-DE-ROSA. ELAS SÃO LINDAS, ELES BONITÕES, E PASSEIAM ESSA BONITEZA TODA PELOS MAIS BELOS CENÁRIOS QUE O MUNDO DA PROPAGANDA ESTABELECE.
AS POBRES CASAS, ENTRETANTO, SÓ APARECEM EM ANÚNCIOS DE SABÃO, DE PANELAS DE PRESSÃO, DE COZINHAS-MODELO, DE FRALDAS DESCARTÁVEIS, DE PIAS ENTUPIDAS, E ATÉ DE OUTRAS COISAS ALHEIAS AOS PERFUMES QUE AS JOVENZINHAS ANUCIAM.
OS CASAIS SÓ APARECEM MATANDO MOSQUITOS, TOMANDO SOPA DE ENVELOPE, OU A POBRE DONA OLHANDO MELANCOLICAMENTE PARA A TELEVISÃO, ENQUANTO O MARIDO RESSONA A SEU LADO, CENA, ALIÁS, DE SURPREENDENTE REALISMO.
AFINAL DE CONTAS, SENHORES ANUNCIANTES, POR QUE ESSA DISCRIMINAÇÃO? POR QUE DAR AO CASAMENTO APENAS O ASPECTO BUROCRÁTICO, SE É POSSÍVEL USAR ESSA PALAVRA PARA O CASO? A VIDA A DOIS MATARIA TANTO ASSIM O ROMANCE? NÃO HÁ MAIS MARIDOS GENTIS QUE DE VEZ EM QUANDO LEVEM A ESPOSA A JANTAR FORA, METIDA NUM BONITO VESTIDO, E TENTANDO ESQUECER QUE TERÁ DE FAZER O ALMOÇO DO DIA SEGUINTE, E DE TODOS OS DIAS QUE SE SEGUIRAM, ATÉ O NOVO CONVITE? E NÃO SABERÃO ENCOMENDAR, EM DIAS ESPECIAIS, CHAMPANHA SÓ PARA DOIS, NUM TIM-TIM MUITO TERNO, DIGNO DE SER FOCALIZADO PELA CÂMARA DE TELEVISÃO?
QUE AS POBRES SENHORAS TERÃO DE VER ÀS VOLTAS COM AS PANELAS DE PRESSÃO, COM OS SABONETES, COM OS DETERGENTES, E OUTROS PRIMORES DA INDÚSTRIA, É COISA SABIDA, E MAIS CERTA DO QUE OS IMPOSTOS. MAS PORQUE NÃO FOCALIZÁ-LAS EM MOMENTOS OUTROS, POR QUE NÃO LHES DAR A IMPRESSÃO DE QUE AQUELE MARIDO DORMINHOCO, QUE SE QUEDA APAGADO DURANTE OS SERÕES, PODE ENCONTRAR, DE VEZ EM QUANDO, ALGUNS MOMENTOS PARA REVER NA ESPOSA A NOIVA, E TRATÁ-LA DE ACORDO COM ESSE REVIVER?
A PROPAGANDA PODERIA BEM SER UMA COADJUVANTE ESTUPENDA PARA GARANTIA DA FELICIDADE CONJUGAL, E, CONSEQUENTEMENTE PARA A DIMINUIÇÃO DOS TRISTES DIVÓRCIOS SE ESTÃO FAZENDO ROTINA, POR ASSIM DIZER. SOB A SUGESTÃO DA TELA MÁGICA ATÉ QUE OS CASAIS TALVEZ FIZESSEM – PARA USAR A PALAVRA DA MODA – A RECICLAGEM DO CASAMENTO, O QUE FICARIA MUITO BEM, PARA A TELEVISÃO, PARA OS ANUNCIANTES E PARA OS CASAIS.
FORA DE BRINCADEIRA, AGUENTAR A PROPAGANDA JÁ É DURO, MAS AGUENTAR A INJUSTIÇA QUE SE FAZ ÀS POBRES CASADAS, É DEMAIS.
NAIR LACERDA 
(Publicado na A Tribuna de Santos, em 07 de junho de 1987
Fonte http://www.santoandre.sp.gov.br/biblioteca/nl/cronicas/lacerda)