8 de dez de 2010

VERGONHA ALHEIA...

imagem

Não tem coisa pior que sentir vergonha alheia, ou seja, você não faz nada, não é culpado de nada mas mesmo assim sente que fez algo errado... Essa é a sensação quando falamos do nosso sistema judiciário.
Um sistema, principalmente, na área criminal, que está virado na casa da Mãe Joana, no 'elefante branco' do seu escritório, na festa de arromba da corrupção e da impunidade.
Como estamos em um País livre, onde constitucionalmente tenho o direito de falar o que penso, não posso ter medo de dizer o óbvio, que os meios de comunicação e o dia a dia me mostram, que as conversas de botequim não me deixam esquecer e nem meus vizinhos ou meus parentes ou colegas de trabalho: "- Nosso Judiciário é uma droga!" Para não dizer outra coisa!
Somos o país da corrupção e da impunidade, temos uma das mais completas e melhores constituições existentes dentro do mundo democrático... e todo o santo dia tem alguém pisando em cima dessa mesma Constituição, e não são pessoas comuns que fazem isso... que o diga o nosso 'juiz' Nicolau... Vergonha alheia saber que ele não é o único, nem será o último!
O que pensar de nossas leis criminais, onde até um tempo atrás isentavam os crimes cometidos em nome da honra... aliás, o Código Penal e Processual Brasileiro é uma peça digna de constar em qualquer museu de História! Temos artigos que são  um retrocesso humano, capaz de enlouquecer qualquer pessoa que lute pela igualdade, liberdade e fraternidade... Não que esses ideais sejam novidade e nem tupiniquins, mas são desejos universais das relações sociais, presumo eu...
O que falar das sentenças/penalidades então? Se alguém tiver um pouco de paciência vá até o site do governo http://www.planalto.gov.br/ccivil/Decreto-Lei/Del2848.htm. De imediato é possível verificar a quantidade de modificações e riscos que tem no Código, no mínimo,  assustador! Detalhe, a lei é de dezembro de 1940 e desde então vem sendo, como direi? Retalhada? Ops, modificada e nem sempre para melhor... O caso é que precisamos de um código totalmente novo e não um boneco Chuky legislativo! Além disso, as sentenças atuais são eivadas de interesses que, em muitos casos,  sabemos não serem em prol do coletivo social, mas das castas  mais abastadas.
Pode-se dizer que o Brasil é um país que carece de educação, que carece de honestidade, que carece de respeito e amor próprio mas isso significaria chamar a todos de mal educados, desonestos, desrespeitosos e cretinos. Como sou brasileira, recuso-me a pensar de forma simplista e não me encaixo, assim como a maioria das pessoas que conheço, em nenhum desses adjetivos desairosos. Mas negar a existência dessa cambada de pseudo-brasileiros e, pior, ficar à mercê dessa gentalha porque é ela que comanda nossos poderes, é como estar 'amarrada' com as mãos livres, e com uma boca para gritar sem produzir um ruído, ou com ouvidos que ouvem mas fingem não entender. Isso é Brasil, motivo de orgulho e de vergonha alheia.

Glitter Words