25 de out de 2011

A PEDIDOS: OS PECADOS VOLTARAM...

CHEIA DE DEDOS....
Estava pensando no texto, discutindo saudavelmente com a Rô, qual seria o pecado de hoje...preocupada em não ofender ninguém, nem passar a ideia de vulgaridade. Ao mesmo tempo, pensava que se fosse para ser assim toda vez que o assunto fosse polêmico...então, para quê o Blog? rsrsrsrsrs
Portanto, em respeito a todos que por aqui passam, mando um aviso bem educado: SE NÃO GOSTA DA MINHA VERDADE OU TEM UMA SENSIBILIDADE EXACERBADA...POR FAVOR, PARE SUA LEITURA AQUI...


AGORA ME DESPINDO DE MEU COMPORTAMENTO PUDICO E POLITICAMENTE CORRETO...
QUERO MANDAR UM ALÔ AOS FILHOS DA PUTA DE PLANTÃO: (que são muitos não se enganem!)
O pecado de hoje é sobre 'filhadaputice', gíria normalmente usada para definir pessoas que nos colocam em situações embaraçosas, desagradáveis...as famosas respostas do 'sorriso amarelo' e pensamento certeiro: 'mas que filho duma puta...'
Não que eu seja uma santa, imagino que várias pessoas já tenham tido pensamentos semelhantes sobre a minha 'persona' ...mas, presumo, basicamente, porque me atacaram primeiro...nunca em sã consciência eu prejudiquei alguém de graça!
Essa parte considerável da população com as quais convivemos, possui um infalível radar para vasculhar pequenos segredos e desembrulhá-los nos piores momentos possíveis, de preferência na frente de muitos...
Querer questionar o porquê que tais seres fazem isso ou quiçá julgá-los, vai muito além da minha paciência ou do meu intelecto...deixo isso para os psiquiatras que estudaram prá isso....
Agora o fato de não entender, não me tira a capacidade de perceber sua existência, aliás, eu os percebo em cada gesto, em cada palavra, em cada olhar...descrente que sou do século XXI (e do XX, XIX,XVIII.......) e vivente que sou do cotidiano mundano....
Por isso vivemos sempre em um mundo de máscaras, de sorrisos amarelos, de iras embutidas...porque a qualquer momento, alguém pode usar seus gestos ou suas palavras e virá-los contra você!
Me questiono: 'prá quê?' 
Vontade de perguntar: 'vocês não tem o que fazer?'
Me deixem trabalhar, me deixem rir alto, me deixem brincar com meus palavrões, usar minhas saias curtas, apesar do meu excesso de peso....rsrsrsrs
A exposição é minha....
Mas não....sempre tem um prepotente que acha que você fala alto demais, que surta demais, que 'viaja' demais...
Concordo que existem regras que mantêm - ou tentam - a sociedade na linha: não roubar, matar, agredir, desrespeitar credo, cor, raça....mas fora isso....quem aqui, com mais de 40 anos, ficou traumatizado porque levou umas boas palmadas dos pais? 
Isso não é uma apologia à violência infantil, mas um simples constatar que há necessidade de freios na índole de alguns infantes e de muitos adultos (ninguém morre com um simples NÃO), caso contrário seremos marionetes da próxima geração....
Mas hoje nada pode! 
Tive um professor na Universidade que no primeiro dia de aula exclamou: "Vocês são uma geração de FU-DI-DOS!", porque as drogas eram falsas, o sexo não era mais seguro e o rock era uma merda..... e todos ao seu redor, fingiam que não, ou seja, nada podíamos fazer e o pouco que fazíamos não tinha a menor graça ...Sim, passado o espanto, eu o chamei de FDP mentalmente...mais para mim mesma, do que para ele...
Estando certa ou errada, tem momentos que cansamos de ver tanta gente se dando bem às custas da integridade de outros.....
Enquanto nossa sociedade for benevolente diante do errado, enquanto nossas famílias forem condescendentes  com a sua 'parte podre da maçã', ficaremos batendo de frente com o mau caratismo, a falsidade, prepotência, a permissividade e a maldade gratuita das 'almas' de um bando de filhos da puta.....
Minhas palavras podem parecer discurso moralista e conservador...perdoem-me, mas são apenas palavras de uma pessoa que vê todo o santo dia o pecado da 'filhadaputice' sendo cometido e pouco ou nada consegue fazer para mudar.....
Refloripa