26 de ago de 2014

FAZ TEMPO!

Faz tempo que não escrevo por aqui... Cansaço bate e a pouca sorte também!
Porém , me pergunto onde estão os textos acachapantes, escritos sem medo de ser feliz?
Onde foram parar as ideias, as críticas, a liberdade de expressão?
As ideias continuam, as críticas mais ainda, mas a liberdade de expressão foi tolhida de forma lamentável.
Sempre que perdemos algo, nesse caso nossa liberdade, em parte é porque deixamos que essa perda aconteça, depois damos um jeito de colocar a culpa em alguém...
Mas, verdade seja dita, o mundo se tornou por demais hipócrita, cheio de não-me-toques, cheios de 'mi-mi-mis', cheio de "nãos"!!!!
Ficou tudo um saco!!!
Um porre de cachaça quente!!!
Você se obriga a ser executor, algoz, carniceiro de seus próprios textos!!!
Pensa de forma velada no silêncio do seu vaso sanitário, porque até pensamento podem ser descobertos, que 'porra é essa?!?!' - Em qual momento deixamos isso acontecer?
Falar com alguém já requer um exercício infame de controle interno da língua, da boca e da mente!
Imaginem como fica a escrita?
Antes, escrever era uma forma de libertação, um alívio para os dias mais sofridos, para as tristeza mais arraigadas, para o sorriso mais afetuoso... Hoje, é uma eterna preocupação sobre se escrever isso, podem me processar por aquilo? Quem vai ler, vai entender como? Se escrever assim, será que o Fulano, a Beltrana e o Sicrano vão achar que é com eles?

Ó mundo cruel!!!
Culpa tenho eu se as pessoas não sabem mais ler, se tudo que escrevemos pode ser deturpado?
Culpa tenho eu se ninguém mais raciocina, nem tem mais cultura, não tem mais nada no cérebro?
Culpa tenho eu?
Se existe uma culpa, ela se chama covardia...
Houve um tempo que brandávamos a bandeira contra os medíocres, sem medo de ser feliz.
Bons tempos em que mandar essa gente à merda não nos custava nada, a não ser um pouco de inteligência e conhecimento...
BEIJOKAS SURTADAS,